Projeto de Lasier resgata prisão após segunda instância

Enquanto líderes da Câmara e do Senado se articulam para aprovar uma emenda à Constituição que consagre a prisão após condenação judicial em segunda instância, o senador Lasier Martins (Podemos-RS) quer também acelerar projeto de sua autoria, o PLS 166/2018, para disciplinar a questão por meio de uma mudança no Código de Processo Penal (CPP).

“Após a decisão do Supremo Tribunal Federal semana passada, derrubando de novo o entendimento sobre a prisão em segunda instância, a sociedade exige uma resposta imediata do Parlamento para impedir que ainda mais delinquentes ganhem a liberdade”, observa Lasier. Ele faz um apelo ao relator de sua proposta na CCJ, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para que apresente o quanto antes seu parecer ao colegiado.

“Temos a urgência para alterar o CPP e, assim, restabelecer o equilíbrio entre a presunção de inocência prevista na Constituição e a garantia da segurança pública”, acrescentou.

Seu projeto determina que a prisão por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente decorrente de juízo de culpabilidade poderá ocorrer a partir logo após a condenação em segundo grau, em instância única ou recursal.

Para Lasier, impedir a prisão após a condenação em segundo grau, em instância única ou recursal, é minar a atribuição constitucional do Estado de proteger a população e promover uma proteção insuficiente aos direitos fundamentais da sociedade.

(ASCOM)