Lasier quer dinheiro de eleições e do PLN4 para socorrer os mais vulneráveis

O senador Lasier Martins (Podemos-RS) defendeu o remanejamento imediato de até R$ 22 bilhões do Orçamento federal deste ano para combater os efeitos sociais e econômicos do novo coronavírus. Ele alerta para a necessidade de socorrer com um bônus em dinheiro uma população de 46 milhões de carentes e de outros vulneráveis aos elevados prejuízos decorrentes da pandemia.

Os recursos para atender a esse contingente de pessoas que não recebem benefícios previdenciários, Bolsa Família ou BPC viriam do PLN4 e do fundo eleitoral. Ele entende ser necessário reforçar a atuação estatal junto a trabalhadores informais, microempreendedores individuais e pessoas em extrema pobreza e vulnerabilidade social, “protegendo-os dos nefastos efeitos econômicos e sociais pós-pandemia”, não descartando hipóteses de violências urbanas por casos de desespero e fome.

Lasier encaminhou hoje (24) ao seu partido uma proposta de carta ao presidente Bolsonaro na qual alerta para a necessidade de o país adotar medidas adicionais para superar a catástrofe sanitária e econômica do Covid19. “Temo que, com a paralisia da economia, milhões de brasileiros comecem a não ter dinheiro sequer para comprar seu alimento. Daí é preciso viabilizar um instrumento de apoio financeiro”, sublinhou.

O senador entende que é preciso a união de esforços e sensibilidade por parte das autoridades para compatibilizar as ações emergenciais de saúde com as de proteção social. “Por isso, acredito que essas medidas ajudarão a mitigar os efeitos durante e após a crise, para uma camada da população que mais será afetada por essa situação”, concluiu.

(ASCOM)