Lasier conhece plano de expansão da Santa Casa

O senador Lasier Martins (Pode-RS) visitou esta manhã a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, sendo recebido pelo provedor Alfredo Englert e diretorias administrativa e médica. O diretor geral Julio Matos fez a apresentação ao senador de todos os números de atendimentos e da capacidade financeira do complexo hospitalar, que soma 1.350 leitos e 7,5 mil funcionários.

A Santa Casa é líder em atendimentos pelo SUS no estado, recebendo pacientes de outras unidades da Federação. Apenas em 2018 foram mais de um milhão de pacientes, dos quais 69% pela rede pública. Além disso é referência em transplantes na América Latina, tendo realizado 627 no ano passado, com destaque para rins.

Lasier conheceu em detalhes a planta da oitava unidade hospitalar que se agregará ao complexo: o Hospital Nora Teixeira, prédio que já está em construção e vai abrigar uma moderna emergência SUS, além de 200 leitos para convênios e particulares. Para esta obra, a instituição recebeu uma doação de R$ 60 milhões do casal Alexandre Grendene e Nora Teixeira.

Maternidade de referência

Antes de deixar a Santa Casa, acompanhado pelos diretores e médicos,  o senador fez um passeio pela Maternidade Mário Totta, setor totalmente reformado com recursos de emenda da bancada federal gaúcha. Só nesta unidade, que também possui emergência e UTI, nascem em média 4.300 crianças por ano.

Lasier ainda foi convidado pelo cardiologista Fernando Lucchese, diretor do Hospital São Francisco, a conhecer a Casa Madre Ana. É uma residência nas proximidades do complexo que abriga as mães das crianças que vêm se fora, principalmente de outros estados, para se tratar aqui. “É uma visita que faz bem ao coração”, disse o médico que comanda os transplantes do órgão na Santa Casa.

O senador se disse impressionado com a grandiosidade de tudo que é feito pela Santa Casa, tanto pela saúde quanto pelo social. “Fiquei com a certeza de que ninguém atende mais gente do que esta instituição. Trata-se de uma Santa Casa santa”, resumiu.

(ASCOM)