Lasier cobra apoio de Aras à Lava Jato

Lasier Martins (Podemos-RS) questionou esta tarde (25) o indicado para comandar a Procuradoria-Geral da República (PGR), Augusto Aras, sobre como pretende conduzir a Operação Lava Jato caso seu nome seja confirmado pelo Senado.

O senador mostrou preocupação com o possível enfraquecimento da operação, dentro da proposta do subprocurador de estadualizá-la, e do afastamento do coordenador Deltan Dallagnol. “Quero saber se ele continuará na equipe ou terá alguma posição de destaque”, perguntou.

Aras respondeu com críticas à atuação de Deltan e com a promessa de incorporar pontos positivos da Lava Jato, adotando mais parcimônia e contendo excessos, o que pode ser considerado um revés. “Faltou cabelo branco na coordenação. A operação é o resultado de experiências anteriores, que não foram bem-sucedidas na via judiciária”, disse.

As declarações foram dadas em sabatina diante de senadores da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Indicado ao comando do Ministério Público Federal pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), Aras precisa ser aprovado pelo colegiado e, depois, pelo plenário do Senado para assumir a vaga deixada por Raquel Dodge na PGR.

Lasier rechaçou a reação crítica que ouviu durante a audiência, “sobretudo vindo de adversário da Lava Jato”.

(ASCOM)