Lasier parabeniza Senado por decidir adiar eleição sem prorrogar mandato

A expressiva votação do Senado esta noite (23) favorável ao adiamento para novembro das eleições municipais em virtude da pandemia da Covid-19 foi saudada por Lasier Martins (Podemos-RS). Ele cumprimentou os 67 colegas por não apoiara postergação sem, contudo, prolongar os atuais mandatos de prefeitos e vereadores.

A proposta de emenda à Constituição (PEC 18/2020), que ainda precisa ser avaliada pela Câmara dos Deputados, transfere o primeiro turno de 4 de outubro para 15 de novembro e fixa o segundo para 29 de novembro.

“A flexibilização de datas sem intervir na duração de mandatos é razoável e respeita a periodicidade amparada no texto constitucional”, disse Lasier. “Espero que estejamos atingindo agora o pico da pandemia, a 145 dias da data das eleições, daqui a quatro meses e meio”, acrescentou.

O senador gaúcho também cumprimentou o relator a PEC por ajustar o período de desincompatibilização de cargos ao novo cronograma e previsão de até 45 dias para a propaganda eleitoral em rádio e tevê.

“Que o eleitor possa ir às urnas tranquilo e consciente para fazer a melhor escolha, pois o desafio para os futuros eleitos será grande, considerando o grande custo social e econômico provocado pela atual crise de saúde”, concluiu.

(ASCOM)